Mogi Guaçu, no dizer do tupi-guarani, primeiros habitantes desta região, significa "Rio Grande das Cobras”.

A origem de Mogi Guaçu está relacionada com a passagem dos Bandeirantes pela região.

Na metade do século XVII, a margem do rio Mogi Guaçu era o caminho obrigatório dos Bandeirantes e aventureiros, que, desde Jundiaí, dirigiam-se à Minas Gerais, atraídos pelo ouro. Alguns desses viajantes estabeleceram-se no lugar, e criaram tempos depois, na margem direita do rio, um povoado com o nome de "Freguesia de Conceição do Campo".

Em 1740, o lugar foi declarado distrito de Jundiaí, com o nome de Mogi Guaçu.

No dia 9 de abril de 1877, o distrito foi elevado à categoria de município.

Quando se esgotaram as minas de ouro, os habitantes da região começaram a se dedicar ao cultivo do café, que naquele momento, 1830, atingia um auge econômico a nível mundial.

Essa atividade desenvolveu a cidade, e a ferrovia chegou à região.

Mais tarde, no momento em que o café já não era tão rentável, foi a indústria que começou a liderar a economia.